Monitorando Sua Rede Com Zabbix no Debian 7

Tempo de leitura: 16 minutos

Neste tutorial irei abordar uma ferramenta muito interessante que testo por alguns meses, mas já posso dizer que é uma das melhores ferramentas para monitoramento de redes, seja ela pequena ou grande. Criado para monitorar disponibilidade e desempenho de redes, ele é capaz de monitorar e coletar muita coisa, podemos monitorar por exemplo, recursos de hardware (velocidade do cooler, temperatura do processador, temperatura do HD, etc), recursos lógicos (Processamento, memória utilizada, IO dos discos, partições, trafego de rede, etc) ambientes (temperatura e umidade do seu CPD ou de outros locais), enfim tudo o que você consegue monitorar por IPMI, SNMP, Simple Check entre outras maneiras de monitoramento de Servidores, Sensores, Switchs, Roteadores, No-Breaks, enfim muita coisa pode ser monitorado pelo nosso amigo Zabbix. Digo amigo, porque esse cara é muuuuuuuuuuuuuuito útil para nós, profissionais de TI.
Ai você me pergunta: Jeferson, para que vou querer monitorar minha rede? Porque? – Respondo eu: Por vários motivos! Imagine você sem ferramenta nenhuma de monitoramento, como é que você vai provar e convencer o seu gerente/diretor que você precisa de um upgrade do seu servidor porque o coitadinho não está aguentando mais processar o volume de dados da sua empresa? Como é que você vai convencer o seu gerente/diretor que você precisa aumentar a sua banda porque o seu link atual não está mais dando conta do volume de trafego que tem em sua empresa? Talvez essa não seja solução garantida, mas com gráficos de monitoramento, pode acreditar que fica muito mais fácil… Esses são um dos exemplos, pois você poderia utilizar por exemplo para saber quando alguma coisa está errada em sua rede, um switch/roteador desligado, um servidor reiniciando sozinho, um broadcast muito alto na sua rede, enfim, você consegue monitorar tudo isso, ajudando e muito no tempo de resolução de um problema, deixando a sua infra-estrutura o mais disponível possível. Então vamos a instalação dessa ferramenta maravilhosa!

Neste tutorial, estou usando o Debian 7 como servidor/cliente. Caso tenha preferencia por outras distribuições verifique e adapte os comandos.

    1.   Pré-Instalação


Antes de começar a instalação do Zabbix, precisamos antes atender alguns pré-requisitos para a instalação como compilador, Java, MySQL, PHP, Apache e algumas bibliotecas. Para instalarmos os pacotes necessários, vamos utilizar os seguintes comandos:

# echo “deb http://ftp.br.debian.org/debian stable main” >> /etc/apt/sources.list
    # apt-get update
    # apt-get install -y –force-yes make flex gcc gpp apache2 php5 php5-mysql libapache2-mod-php5 php5-gd php-net-socket libpq5 libpq-dev snmp libiksemel-dev libcurl4-gnutls-dev vim libssh2-1-dev libssh2-1 libopenipmi-dev libsnmp-dev mysql-server-5.5 mysql-client wget libmysqld-dev curl fping openjdk-6-jdk

Obs: Na instalação do MySQL será solicitado a senha do root.

Pronto, depois de instalarmos as dependências para a instalação do Zabbix, vamos criar os diretórios onde ficarão os arquivos.

# mkdir -pv /etc/zabbix/install
    # cd /etc/zabbix/install

Já dentro do diretório, vamos baixar e descompactar o pacote do Zabbix:

# wget http://sourceforge.net/projects/zabbix/files/ZABBIX%20Latest%20Stable/2.0.8/zabbix-2.0.8.tar.gz
    # tar -xzvf zabbix-2.0.8.tar.gz

Pronto, agora vamos as configurações.

 2.   Configuração

O que devemos fazer agora é criar e configurar a base do MySQL que será usado pelo Zabbix, criar um usuário para o Zabbix no Unix e configurar o Apache/PHP.

# mysql –u root –p

    mysql> create database zabbix character set utf8;
    mysql> GRANT ALL PRIVILEGES ON zabbix.* TO zabbix@localhost IDENTIFIED BY ‘password’ WITH GRANT OPTION;
    mysql> quit;

Obs: Em password coloque a senha da base de dados para o usuário zabbix que não terá ligação com o usuário do Unix.

    # useradd -s /bin/false zabbix

Vamos agora, alterar algumas configurações do Apache/PHP, editando o seguinte arquivo:

     # pico /etc/php5/apache2/php.ini

 date.timezone = “America/Sao_Paulo”
     max_execution_time = 300
     max_input_time = 300
     post_max_size = 16M

Como alteramos as configurações do Apache/PHP, vamos reinicia-lo:

    # /etc/init.d/apache2 restart


    3.   Instalação

Vamos agora, começar realmente a instalação do Zabbix, o primeiro passo é popular a base de dados que criamos acima:

# cat /etc/zabbix/install/zabbix-2.0.8/database/mysql/schema.sql | mysql -u zabbix -p<password> zabbix
# cat /etc/zabbix/install/zabbix-2.0.8/database/mysql/images.sql | mysql -u zabbix -p<password> zabbix
# cat /etc/zabbix/install/zabbix-2.0.8/database/mysql/data.sql | mysql -u zabbix -p<password> zabbix

Depois de popular o banco de dados, vamos configurar o pacote para a instalação, para isso navegue até o deretório /etc/zabbix/install/zabbix-2.0.8/:

# ./configure –prefix=/etc/zabbix –enable-server –enable-agent –enable-java –with-mysql –with-net-snmp  –with-jabber  –with-libcurl=/usr/bin/curl-config –with-ssh2 –with-openipmi

–prefix=/etc/zabbix – Indicando o diretório dos arquivos de instalação.
–enable-server – Habilitando o servidor Zabbix.
–enable-agent – Habilitando o agente Zabbix.
–enable-java – Habilitando o java.
–with-mysql – Indicando qual será a nossa base de dados, no nosso caso o MySQL.
–with-net-snmp – Habilitando o monitoramento SNMP.
–with-jabber – Habilitando o envio de mensagens via Jabber.
–with-libcurl=/usr/bin/curl-config – Habilitando a biblioteca Curl e indicando o seu diretório.
–with-ssh2 – Habilitando o modulo SSH2 para comandos remotos e monitoramento via SSH.
–with-openipmi – Habilitando o monitoramento IPMI

Obs:  Caso queira verificar todos os módulos disponíveis no Zabbix execute o comando ./configure –help

Depois de configurarmos o pacote, vamos compilar e instalar:

    # make; make install

Vamos editar o arquivo /etc/services adicionando as portas necessárias para comunicação do Zabbix:

    # pico /etc/services

zabbix-agent    10050/tcp #Zabbix Agent
zabbix-agent    10050/udp #Zabbix Agent
zabbix-trapper  10051/tcp #Zabbix Trapper
zabbix-trapper  10051/udp #Zabbix Trapper

Obs: Como é possível reparar neste arquivo, as portas estão em ordem, adicione as linhas acima nesta ordem. Lembrando que em alguns casos a linha é adicionada automaticamente, então tente localiza-las antes de inserir manualmente.
Agora, vamos criar alguns links para ficar mais fácil a localização dos arquivos de configuração, tanto do cliente como do servidor Zabbix:

# ln -s /etc/zabbix/etc/zabbix_agentd.conf /etc/zabbix
    # ln -s /etc/zabbix/etc/zabbix_server.conf /etc/zabbix

Vamos editar o arquivo /etc/zabbix/zabbix_agentd.conf alterando os seguintes valores:

    # pico /etc/zabbix/zabbix_agentd.conf

PidFile=/tmp/zabbix_agentd.pid
LogFile=/tmp/zabbix_agentd.log
LogFileSize=2
DebugLevel=3
EnableRemoteCommands=1
LogRemoteCommands=1 
Server=127.0.0.1
ListenPort=10050
Hostname=Informe_o_nome_do_seu_servidor

Depois vamos alterar as configurações do arquivo /etc/zabbix/zabbix_server.conf, que é a configuração do servidor Zabbix:

    # pico /etc/zabbix/zabbix_server.conf

ListenPort=10051
LogFile=/tmp/zabbix_server.log
LogFileSize=2
PidFile=/tmp/zabbix_server.pid
DBHost=localhost
DBName=zabbix
DBUser=zabbix
DBPassword=senha do zabbix para acessar o banco de dados
StartIPMIPollers=1
StartDiscoverers=5
FpingLocation=/usr/sbin/fping

Obs: Certifique se o caminho do fping da sua instalação é realmente igual ao do nosso exemplo com o comando whereis fping para que não haja problemas posteriormente.

Vamos configurar agora a parte dos frontends:

# mkdir /var/www/zabbix
    # cp -R /etc/zabbix/install/zabbix-2.0.8/frontends/php/*  /var/www/zabbix/
    # chown -R www-data:www-data /var/www/zabbix/
    # /etc/init.d/apache2 restart

Agora, precisamos criar os scripts de start-stop-restart tanto do servidor quanto do cliente Zabbix:

    # pico /etc/init.d/zabbix_agentd

#!/bin/sh
#
# Zabbix agent start/stop script.
#
# Written by Alexei Vladishev <alexei.vladishev@zabbix.com>.
NAME=zabbix_agentd
PATH=/bin:/usr/bin:/sbin:/usr/sbin:/home/zabbix/bin
DAEMON=/etc/zabbix/sbin/${NAME}
DESC=”Zabbix agent daemon”
PID=/tmp/$NAME.pid
test -f $DAEMON || exit 0
set -e
case “$1” in
  start)
        echo “Starting $DESC: $NAME”
        start-stop-daemon –oknodo –start –pidfile $PID
                 –exec $DAEMON
        ;;
  stop)
        echo “Stopping $DESC: $NAME”
        start-stop-daemon –oknodo –stop  –pidfile $PID
                –exec $DAEMON
        ;;
  restart|force-reload)
        #
        #       If the “reload” option is implemented, move the “force-reload”
        #       option to the “reload” entry above. If not, “force-reload” is
        #       just the same as “restart”.
        #
#       echo -n “Restarting $DESC: zabbix_agent”
        $0 stop
        $0 start
#       start-stop-daemon –stop –quiet –pidfile
#               /tmp/$NAME.pid –user zabbix –exec $DAEMON
#       sleep 1
#       start-stop-daemon –start –quiet –pidfile
#               /tmp/$NAME.pid –user zabbix –exec $DAEMON
#       echo “$NAME.”
        ;;
  *)
        N=/etc/init.d/$NAME
        # echo “Usage: $N {start|stop|restart|force-reload}” >&2
        echo “Usage: $N {start|stop|restart|force-reload}” >&2
        exit 1
        ;;
esac
exit 0

    # pico /etc/init.d/zabbix_server

#!/bin/sh
#
# Zabbix daemon start/stop script.
#
# Written by Alexei Vladishev <alexei.vladishev@zabbix.com>.
NAME=zabbix_server
PATH=/bin:/usr/bin:/sbin:/usr/sbin:/home/zabbix/bin
DAEMON=/etc/zabbix/sbin/${NAME}
DESC=”Zabbix server daemon”
PID=/tmp/$NAME.pid
test -f $DAEMON || exit 0
set -e
case “$1” in
  start)
        echo “Starting $DESC: $NAME”
        start-stop-daemon –oknodo –start –pidfile $PID
                –exec $DAEMON
        ;;
  stop)
        echo “Stopping $DESC: $NAME”
        start-stop-daemon –oknodo –stop –pidfile $PID
                –exec $DAEMON
        ;;
  restart|force-reload)
        #
        #       If the “reload” option is implemented, move the “force-reload”
        #       option to the “reload” entry above. If not, “force-reload” is 10
        #       just the same as “restart”.
        #
#       echo -n “Restarting $DESC: zabbix_server”
        $0 stop
        $0 start
#       start-stop-daemon –stop –quiet –pidfile
#               /tmp/$NAME.pid –user zabbix –exec $DAEMON
#       sleep 1
#       start-stop-daemon –start –quiet –pidfile
#               /tmp/$NAME.pid –user zabbix –exec $DAEMON
#       echo “$NAME.”
        ;;
  *)
        N=/etc/init.d/$NAME
        # echo “Usage: $N {start|stop|restart|force-reload}” >&2
        echo “Usage: $N {start|stop|restart|force-reload}” >&2
        exit 1
        ;;
esac
exit 0

Vamos dar permissão aos scripts e iniciar o agente e o servidor Zabbix:

# chmod +x /etc/init.d/zabbix_server /etc/init.d/zabbix_agentd
    # /etc/init.d/zabbix_server start
    # /etc/init.d/zabbix_agentd start

Vamos configurar a inicialização do sistema para que os serviços sejam devidamente iniciados junto com o sistema:

  # update-rc.d -f zabbix_server defaults
    # update-rc.d -f zabbix_agentd defaults

Pronto, já fizemos todas as configurações necessárias no Unix, vamos agora a parte gráfica do negócio, para isso devemos acessar o endereço http://ip_do_servidor/zabbix, uma janela semelhante a essa será exibida, Clique em Next:

Verifique todas as dependências e se estiver tudo OK clique em Next.

 

Preencha os campos para conexão com o banco de dados, clique em Test connection para testar a conexão e se estiver OK clique em Next.

 

Deixe padrão o nome do host e a porta, e em Name insira o nome do seu servidor e clique Next.

 

Confira os dados inseridos e clique em Next.

 

Pronto, o Zabbix já está configurado. Logo após clicar em Finish será exibida a tela de login, por padrão o usuário é admin e a senha é zabbix.

 

 

Por padrão, o monitoramento via agente no servidor Zabbix é desabilitado, para habilita-lo vá em Configuration, depois em Host e logo você visualizará o servidor e em Status estará como Not monitored, basta clicar em cima que o status ficará como Monitored.

 4.   Instalação e Configuração Cliente Linux

Antes de configurarmos o cliente, devemos criar os diretórios que irão alocar os arquivos de instalação:

 # mkdir -pv /etc/zabbix/install
    # cd /etc/zabbix/install

Já dentro do diretório, vamos baixar e descompactar o pacote do Zabbix:

 # wget http://sourceforge.net/projects/zabbix/files/ZABBIX%20Latest%20Stable/2.0.8/zabbix-2.0.8.tar.gz
    # tar -xzvf zabbix-2.0.8.tar.gz
    # cd zabbix-2.0.8/

O próximo passo seria a compilação dos módulos que vamos instalar, mas antes vamos instalar o gcc e o make:

    # apt-get update
    # apt-get install –y gcc make

Depois de instalado o gcc e o make, vamos compilar nossa instalação:

    # ./configure –prefix=/etc/zabbix –enable-agent –enable-static

–prefix=/etc/zabbix – Indicando o diretório dos arquivos de instalação.
–enable-agent – Habilitando o agente Zabbix.
–enable-static – Criando links estáticos para os binários.

Depois de compilado, vamos instalar:

    # make; make install

Vamos agora, depois de instalado criar alguns links para facilitar o acesso ao arquivo de configuração do agente:

    # ln -s /etc/zabbix/etc/zabbix_agentd.conf /etc/zabbix/

Agora vamos configurar o script de gerenciamento (start / stop / … /):

    # pico /etc/init.d/zabbix_agentd

#!/bin/sh
#
# Zabbix agent start/stop script.
#
NAME=zabbix_agentd
PATH=/bin:/usr/bin:/sbin:/usr/sbin:/home/zabbix/bin
DAEMON=/etc/zabbix/sbin/${NAME}
DESC=”Zabbix agent daemon”
PID=/tmp/$NAME.pid
test -f $DAEMON || exit 0
set -e
case “$1” in
  start)
        echo “Starting $DESC: $NAME”
        start-stop-daemon –oknodo –start –pidfile $PID
                 –exec $DAEMON
        ;;
  stop)
        echo “Stopping $DESC: $NAME”
        start-stop-daemon –oknodo –stop  –pidfile $PID
                –exec $DAEMON
        ;;
  restart|force-reload)
        #
        #       If the “reload” option is implemented, move the “force-reload”
        #       option to the “reload” entry above. If not, “force-reload” is
        #       just the same as “restart”.
        #
#       echo -n “Restarting $DESC: zabbix_agent”
        $0 stop
        $0 start
#       start-stop-daemon –stop –quiet –pidfile
#               /tmp/$NAME.pid –user zabbix –exec $DAEMON
#       sleep 1
#       start-stop-daemon –start –quiet –pidfile
#               /tmp/$NAME.pid –user zabbix –exec $DAEMON
#       echo “$NAME.”
        ;;
  *)
        N=/etc/init.d/$NAME
        # echo “Usage: $N {start|stop|restart|force-reload}” >&2
        echo “Usage: $N {start|stop|restart|force-reload}” >&2
        exit 1
        ;;
esac
exit 0

Vamos aplicar permissão de execução ao script:

    # chmod +x /etc/init.d/zabbix_agentd

Vamos alterar algumas configurações para que o agente funcione corretamente:

    # pico /etc/zabbix/zabbix_agentd.conf

PidFile=/tmp/zabbix_agentd.pid
LogFile=/tmp/zabbix_agentd.log
LogFileSize=1
EnableRemoteCommands=1
LogRemoteCommands=1
Server=IP_SERVIDOR_ZABBIX
ListenPort=10050
StartAgents=3
#ServerActive=127.0.0.1
Hostname=NOME_CLIENTE

Obs: Note que em Server você deve colocar o IP do seu servidor Zabbix, deve também comentar a linha ServerActive e em Hostname você deve colocar o nome do seu cliente, do mesmo jeito que aparece no shell.

Antes de iniciarmos o nosso agente, vamos criar um usuário no sistema para o Zabbix:

    # useradd -s /bin/false zabbix

Agora vamos finalmente iniciar nosso agente:

    # /etc/init.d/zabbix_agentd start

Se tudo estiver OK o agente será iniciado. Vamos configura-lo para iniciar junto com o sistema:

    # update-rc.d -f zabbix_agentd defaults

Pronto, o nosso agente está configurado no nosso cliente, basta configurar no console de administração do Zabbix para iniciar o monitoramento.

Obs: Lembrando que caso haja um firewall rodando no cliente, é necessário abrir as portas 10050/10051 UDP e 10050/10051 TCP para que o servidor consiga se comunicar com o agente.

 5.   Instalação e Configuração Cliente Windows

Para configurarmos o agente no Windows devemos primeiramente criar um diretório chamado ZABBIX em C:, depois devemos coletar alguns arquivos que estão no pacote que baixamos tanto para instalação do servidor quanto para a instalação do cliente Linux, depois de descompactado entre no diretório bin, dentro deste diretório há duas pastas win32 e win64, verifique a arquitetura do seu Sistema Operacional e copie todo o conteúdo da pasta correspondente para a pasta ZABBIX que criamos anteriormente, você pode usar o Filezilla por exemplo para transferir do Linux para o Windows ou baixar o pacote diretamente no Windows pelo link para download do pacote Zabbix, usando o 7-zip ou Winrar para descompactar.

Depois de todos os arquivos transferidos, devemos criar o nosso arquivo de configuração com o nome zabbix_agentd.conf que deverá ter o seguinte conteúdo:

# This is a config file for Zabbix Agent (Windows)
# To get more information about Zabbix, go to http://www.zabbix.com

############ GENERAL PARAMETERS #################

LogFile=c:ZABBIXzabbix_agentd.log
DebugLevel=3
Server=IP_SERVER
StartAgents=5
Hostname=HOSTNAME_CLIENTE

############ ADVANCED PARAMETERS #################

Timeout=3

Obs: Em IP_SERVER coloque o que IP do seu servidor Zabbix e em HOSTNAME_CLIENTE coloque o nome do cliente que está sendo configurado.

Agora, vamos abrir o prompt de comando como administrador, e navegar até o diretório C:ZABBIX que criamos anteriormente, para isso digite o seguinte comando:

    C:WindowsSystem32> cd C:ZABBIX

Obs: Note que o prefixo C:WindowsSystem32> é somente para indicar que estamos dentro do Prompt de comando do Windows.

Depois vamos criar o serviço:

    C:ZABBIX> zabbix_agentd.exe -i -c zabbix_agentd.conf

Agora vamos iniciar o serviço:

    C:ZABBIX> zabbix_agentd.exe -s -c zabbix_agentd.conf

Pronto, o nosso agente está configurado no nosso cliente, basta configurar no console de administração do Zabbix para iniciar o monitoramento.

Obs: Assim como no Linux, caso haja um firewall rodando, deve-se abrir as portas 10050/10051 UDP e 10050/10051 TCP para que o servidor Zabbix consiga se comunicar com o agente.

 6.   Criando um Host no Console de Administração.

Depois de configurarmos corretamente os agentes, vamos criar os Hosts no console de administração do Zabbix para que seja iniciado o monitoramento. No console de administração posicione o mouse sobre Configuration e clique em Hosts, já na janela de configuração de Hosts, clique em Create Host e você verá uma janela semelhante a essa:

 

Preencha todos os dados conforme sua necessidade. Depois de preenchido, devemos definir o que será monitorado, para isso é utilizado os templates. Para definirmos um template ao nosso Host, clique no guia Templates e depois clique em Add, selecione o template desejado, clique em Select e depois em Save para finalizar a configuração do Host.

Há vários outros parâmetros que pode ser configurado, mas para somente iniciarmos o monitoramento o que fizemos já é o suficiente.

 7.   Concluindo.

Com os passos acima, você já terá um servidor Zabbix operacional em sua rede, podendo monitorar tudo que possua IP. Em próximas oportunidades postarei a instalação de clientes em Slackware, CentOS e se houver oportunidade e demanda posso postar a instalações do Zabbix/Cliente em outras distribuições, além de configuração de SNMP nos Switchs, Roteadores e outros Devices para monitara-los também. Obrigado pela atenção.

Para baixar o tutorial em PDF clique aqui.

Testado no Debian 7 / Zabbix 2.0.8 para Servidor | Linux Debian 7, Ubuntu Server, Windows Server 2003, 2008 e 7 para Cliente


Precisa de Suporte Técnico ou Consultoria? www.revolutech.com.br
Gostou? Compartilhe, deixe seu comentário. Receba o conteúdo do blog em seu Email clicando aqui.
Achou algum erro? Precisa de ajuda? Criticas?  Deixe seu comentário.
Obrigado!
  • CAAAAAAAAAAARA ANIMAL !

    estava procurando uma ferramenta dessa, tentei com o nagios mas sem sucesso… vou fazer um teste com essa e posto o resultado depois =D

    Valeeeeeeeeeeeeeeeu ! abraço

    • Esse Zabbix é show mesmo. Posta sim, para os outros visitantes terem um feedback de um dos leitores que gostou.

      Obrigado pela participação.

  • boa cara eu uso zabbix na empresa, bom artigo!

    • Obrigado prht,

      Zabbix é muito bom mesmo! E com seu feedback podemos mostrar para outras pessoas como essa ferramenta é sensacional.

      Abraço.

  • Muito bom o seu material,
    Só estou com um problema o meu serviço do fica como o Servidor Zabbix não esta rodando, há algum lugar que devo ver logs?

    • Boa tarde amigo,

      Isso geralmente acontece quando o serviço do zabbix server não está rodando no servidor, para resolver este problema basta iniciar os serviços corretamente. Caso precise ver os logs por alguma problema, consulte no seu arquivo de configuração onde está jogando os seus logs, mas geralmente é em /tmp.

      Abraço.

  • Bom dia,
    Estou tentando instalar o Zabbix, e para isso, estou seguindo este material, alias, muito bom.
    Eu estou tendo um problema na hora da instalação, talvez possa me ajudar.
    O erro ocorre no item 3 ( instalação) na hora de popular a base de dados, eu digito no terminal todos os comando, e no item eu coloco a senha que pré configurei no item 2( BY 'password' WITH GRANT OPTION ), porem após ter colocado a senha e executo o comando, da a seguinte mensagem:
    bash: senhha: Arquivo ou diretório não encontrado
    Poderia me ajudar? Obrigado.

  • Olá,

    Fico feliz por ter gostado do material e ter dado um feedback.

    Em relação ao problema que está tendo, poderia postar aqui a linha de comando que está usando para popular a base (sem a senha)?

    Abraço.

  • Legal cara, bem completo seu how to, parabéns!
    Mas, você teria alguma documentação sobre as possibilidades de configuração dos hosts/templates ja na dashboard? Na internet tem bastante documentação sobre a instalação, porém essa segunda parte está dificil achar, abraço!

    • Boa noite Cléio,

      Tem bastante coisa no próprio site do Zabbix, não tenho um link, mas da uma olhada la. Sempre que preciso dou uma olhada na documentação disponibilizada lá.

      Abraço.

  • Boa noite
    Estou com o mesmo problema do Linux :
    Bom dia,
    Estou tentando instalar o Zabbix, e para isso, estou seguindo este material, alias, muito bom.
    Eu estou tendo um problema na hora da instalação, talvez possa me ajudar.
    O erro ocorre no item 3 ( instalação) na hora de popular a base de dados, eu digito no terminal todos os comando, e no item eu coloco a senha que pré configurei no item 2( BY 'password' WITH GRANT OPTION ), porem após ter colocado a senha e executo o comando, da a seguinte mensagem:
    bash: senhha: Arquivo ou diretório não encontrado
    Poderia me ajudar? Obrigado.

    • Boa noite Misael,

      Poderia postar o comando exato que está apresentando o erro?

      Abraço.

    • Bom dia Jeferson

      o comando é este
      # cat /etc/zabbix/install/zabbix-2.0.8/database/mysql/schema.sql | mysql -u zabbix -p zabbix

      quando executo este comando aparece no terminal : Arquivo ou diretorio invalido. Comecei a procurar a pasta install nao tem o diretorio zabbix 2.0.8 , no caso o que esta dentro da pasta install é um arquivo zabbix-2.0.8.tar.z. Desculpe estar colocando questoes primarias mais estou iniciando com o linux.

      Abraços

    • Boa tarde Misael,

      Fique tranquilo, todos que tem habilidades para algo um dia foram iniciantes. Estou aqui justamente para ajudar…

      Seguinte, pelo que me relatou você pulou um comando, o de extração dos arquivos. Vá até o diretório install e depois execute o comando abaixo:

      tar -xzvf zabbix-2.0.8.tar.gz

      Depois disso, tente realizar o procedimento novamente.

      Obs: Como está iniciando, não tem problema, mas o Zabbix já está na versão 2.4, sendo assim, quando puder, atualize-o.

      Abraço.

  • # pico /etc/zabbix/zabbix_agentd.conf não consigo editar

    • Boa noite Paulo,

      Qual é o erro que apresenta?

      Abraço.

  • Muito bom parabéns.

  • Segue ótimo laboratório para iniciantes Zabbix e profissionais de TI que queiram monitorar seu ambiente…
    http://www.zabbixlab.eti.br

  • Cara muito bom! Parabéns, foi o post mais completo que ja achei a respeito do zabbix. Obrigado!

  • Fiz a instalação seguindo o post, muito bom está ok, agora é configurar.